selo demônio negro

demônio negroDemônio Negro é selo criado por Vanderley Mendonça, sócio da Amauta, editora voltada para o intercâmbio literário entre o Brasil e os demais países da América Latina. Com a idéia de modificar sistemas de distribuição e de proporcionar outras relações entre leitor e livro, o selo edita livros artesanais, com edições limitadas a preço justo. Dessa maneira, além de escolher os autores, o editor desenha, imprime, costura, cola e monta cada exemplar.

O acabamento de cada edição é impecável – com uso de papéis com fibras metálicas ou emborrachados, capas duras impressas com tinta tipográfica, substituindo tipos móveis por fotopolímero gravado a laser, enfim, tecnologia editorial de ponta a serviço do artesanal, resgatando-se mestres tipógrafos, como o italiano Aldo Manuzio e brasileiros como Cléber Teixeira e Guilherme Mansur. E como a idéia do Demônio Negro é imprimir por demanda, as edições nunca se esgotarão, basta solicitar ao sr. editor.

Alguns dos principais títulos do selo são as Antologias Doze e Oitavas. A primeira em prosa, trouxe contos de Andréa Del Fuego, Beto Guimarães, Claudinei Vieira, Donny Correia, Furio Lonza, Gabriela Kimura, Índigo, Isolde Bosak, Marcos Cesana, Marcelo Barbão, Rodrigo Gurgel e Yara Camillo. A segunda antologia é de poesia e publicou Sergio González Valenzuela; o poeta, editor e tradutor argentino Cristian de Nápoli; Pepe Valdez, poeta, editor e tradutor hispano-americano, e os brasileiros Ana Rüsche, Elisa Andrade Buzzo, Paulo Ferraz, Victor Del Franco e Luiz Roberto Guedes.

Dos livros de autores solos, citamos os Pena e Pluma, de Sónia Bettencourt (portuguesa); O Elemento subterrâneo, de Victor Del Franco; História Impossível, de Furio Lonza; Sarabanda – Um Caderno de Estudos, de Ana Rüsche; Sortilégio, de Edson Cruz; As Mulheres Gozam pelo Ouvido, Sylvio Back, A Maldição do Mago Marginal, de Glauco Mattoso; Minima Immoralia de Luiz Roberto Guedes e Corações de Aluguel, de Márcio Américo. Em breve, Balémanco, de Donny Correia.

livros-demonio

 

Links de Referência:

 

  • Cronópios, Primor pela técnica artesanal, por Priscilla Brossi Gutierre
  • O Globo Online, Lançamento do Demônio Negro, por Rafael Rodrigues
  • Portal Literal, Objetos do desejo – Pequenas editoras investem numa literatura artesanal, em livros feitos à mão, com bordados, colagens e pinturas, por Priscilla Brossi Gutierre
Anúncios

20 Respostas to “selo demônio negro”

  1. quem dera um meu pelo demonionegro…

  2. Ana Rüsche,
    Sou escritor também, mas ainda não possuo nenhuma edição. Sabemos que o caminho pra se ter isso é difícil, mesmo assim não podemos desistir.
    Fiquei interessado nesse selo, mas ainda não sei como poderia participar do mesmo.

    Desejo sucesso e gostaria de receber um feedback seu.

    Grande Abraço

  3. Não conhecia o selo DEMÔNIO NEGRO. Parabéns ao selo, e as pessoas que realizam.
    forte abraço

  4. Olá, tudo bem??? estou escrevendo pra vcs.. por dois motivos… o primeiro, é que trabalho em uma livraria e um cliente nos encomendou as mulheres gozam pelo ouvido… gostaria de saber como faço para adquirir um dessses… tem como consignar…ou algo parecido.. quem sabe podemos consignar outros títulos tbm…
    e o segundo motivo é que desenho, e gostaria de saber se tem a possibilidade de estar fazendo algumas ilustrações para vocÊs…
    se houver o interesse…. a gente combina algo bem legal… mando um mini portfolio pra vcs… o que acham?

    abraços. muito obrigado….

    Leonardo.

  5. Ótima iniciativa e BOA SORTE com o Demônio Negro.

  6. Ouvi falar do Selo na tevê. Achei qa proposta interessantíssima e o acabamento muito bonito. Gostaria de saber mais sobre como publicar pela Editora. E, em especial, se ela publicaria também livros com intenção mais acadêmica do que propriamente literária.

  7. Nunca Estarei Só (Poema Querendo Ser Letra de Blues)

    “Escrever é preciso
    Viver não é preciso”

    Apesar de às vezes me sentir numa caverna do cosmos
    Com o peito entrevado por causa das amarguras da vida
    Nunca estarei só pois minha alma ainda habita a poesia
    E de lá trago celestidades que alimentam meu ser carente.

    Quando eu quero respirar música na minha alma nau
    (Tempos de solidão e de tristeza que não são desse mundo)
    Então eu leio um poema ou escrevo uma letra para blues
    E coloco para fora do espírito todas as teias de sofrimento.

    É como compor um blues quando se pensa em se matar
    Porque a arte é uma libertação, e escrever algum poema
    Deixa o rastro de nossa existência com toda sensibilidade
    Na tábua de carne da terra ainda precisando de muita luz.

    Nunca estarei só pois os poemas me fazem companhia
    Habito um espaço letral que me refrigera e me revigora

    Meu reino não é desse mundo. Como um poeta lusonauta
    Vou compondo a minha página de rosto na sobrevivência.

    -0-

    Silas Correa Leite, Itararé, Cidade Poema
    E-mail: poesilas@terra.combr
    Blogues: http://www.portas-lapsos.zip.net
    Ou: http://www.campodetrigocomcorvos.zip.net
    Poema da Série “Éramos Blues”

  8. Galera,

    QUERO MANDAR MEU LIVRO PARA APRECIAÇÃO DE VOCÊS, MEU QUARTO LIVRO DE POEMAS E HAICAIS, QUEM CHEGAMOS A UM ACORDO PARA PUBLICA-LO VIA EDITORA DEMÔNIO NEGRO. . POR FAVOR ME INFORMEM O ENDEREÇO POR FAVOR. ABRAÇO.

  9. Olá Amigos – Saudações Letrais
    Tô terminando um romance, e gostaria de saber se vcs têm interesse em recebê-lo para avaliação, via e-mail
    Sou teórico da educação, jornalista comunitário e conselheiro em direitos humanos sp, colaboro pelaí com uns 500 sites, até de Portugal e mesmo em sites em língua espanhola. Tenho vários prêmios como ficcionista como:
    Inacio Loyola Brandão de Contos, Paulo Leminsky de Contos, Ligia Fagundes Telles Para Professor Escritor, Instituto Piaget (Lisboa), Ficções Simetria (microcontos, Portugal), Salão Nacional de Causos da USP, etc. Meu e-book de sucesso – O Rinoceronte de Clarice (onze contos fantásticos, cada conto com três finais, um final feliz, um final de tragédia um final politicamente incorreto), por ser pioneiro, de vanguarda e único no gênero na rede mundial de computadores, foi destaque na midia, inclusive televisiva, e tese de mestrado e doutorado na UFAL, entre outras, para as áreas de semiótica e Ciência da Linguagem.
    Aguardo retorno
    Obrigado.
    FUI
    Silas Correa Leite, segundo o site Capitu, o “Neomaldito da Web”
    Abraços
    Blogues:
    http://www.portas-lapsos.zip.net
    ou: http://www.campodetrigocomcorvos.zip.net

  10. […] deve ser lançado em março do ano que vem sob o título Ávida Espingarda, publicado pelo Selo demônio negro e organizado por Vicente […]

  11. Gostaria de publicar um livro sobre poesias que venho colecionando há anos. Existe uma vontade irrefrável em todo artista de ser conhecido por audiências maiores. Este dia chegou pra mim. Gostaria de publicá-las.Soube da existência da editora através da Revista Júnior, sobre Literatura Gay. Tenho vasto material: livros de Poesias, contos e ideias a desenvolver para livros. Gostaria de auda inicial em saber como fazê-lo. Posso dar uma ligeira ideia informando o site de minhas escritas: http://noposthumousparty.wordpress.com

    Atenciosamente,

    Roberto Dias

  12. Caros editores
    Sei que deve ser difícil a seleção de livros para oublicação, mas ficaria feliz se pudesse publicar com você, apesar do meu demônio não ser tão negro assim
    Respondam, por favor, pois estou acabando o terceiro livro de crônicas e contos . Meus dois primeiros, publicados no Rio, são Uma rolha na lágrima, em 2004 e Habitantes de mim, em 2008, pelas editoras Mondrian e MEMVAVMEM.
    Maria Lindgren
    m-lindgren@uol.com.br

  13. Como faço para enviar meus textos para uma analise?
    Poderiam tbm me enviar os dados necessários para um orçamento?
    Obrigado.
    theyvis@hotmail.com

  14. Caro editor, gostaria de entrar em contato com a Demonio Negro, para falar sobre livros. Por favor, envie-me um e-mail. Um abraço,

  15. Gostaria de entrar em contato com o Selo Demônio Negro. Segue meu e-mail: cristinearsk@hotmail.com.
    Obrigada

  16. quero ser muito rico mim ajude que eu ti darei minha alma se vc fezer isso por mim.vc pode responder demonio

  17. Gostaria de entrar em contato com a editora. Obrigado.

  18. Hello – gostaria de entrar em contato com o Vanderley Mendonça, por favor! Eu tenho duas perguntas totalmente diferentes por ele.

  19. Ao ler uma entrevista sua na superinteressante fiquei muito curioso a respeito de suas publicações,sou poeta mas não tenho livros publicados vc aceitam originais para averiguação e se possivel publicação,obrigado
    ROBINSON

  20. Como entro em contato com o Selo Demônio negro? Gostaria de publica nele, adorei a logo e tudo que li a respeito.

    eu.tassito@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: